domingo, 19 de abril de 2015

COWBOYS X SAMURAIS E NINJAS


Heróis de dois dos meus favoritos gêneros do cinema de ação estão discretamente retornando às telonas, como foi há alguns com o filme The Warrior's Way, colocando frente a frente os melhores guerreiros do Extremo Oriente e os robustos homens da lei do Velho Oeste.
E uma vez que pelejas como esta são de uma ocorrência muito rara, vamos aqui tentar decidir quem será o melhor, colocando-os uns contra os outros.

1) Os clássicos:

Os Sete Samurais

Obra-prima de Akira Kurosawa, aclamado por suas batalhas épicas, é talvez o primeiro exemplo para qualquer história envolvendo um grupo de mestres guerreiros recrutados para protegerem os injustiçados, traços que você ainda pode encontrar em filmes modernos como Os Mercenários.
Quando uma aldeia no Japão feudal está sendo ameaçada por bandidos, um grupo de samurais, alguns deles em busca da redenção, vem para o resgate.

Os Sete Magníficos

Mesmo em 1960 não era estranha a tendência de Hollywood para a produção de remakes. Basta substituir o Japão pelo México e as espadas pelos revólveres, e recrute um elenco composto pelos atores mais durões do cinema e voilà - você tem um western clássico.

Vencedor: Os Sete Samurais, a originalidade leva tudo.
Placar: Oriente 1 Ocidente 0

2) Romance:

Appaloosa

Ed Harris e Viggo Mortensen viajam de uma pequena cidade para outra, na qualidade de agentes da lei a serem contratados. Tudo vai bem até a chegada de Renee Zellweger e o desenvolvimento de um caso clássico de triângulo amoroso.

The Hidden Blade

À primeira vista, além de começarem com a mesma letra, "Samurai" e "Sentimental" não parecem ter muito em comum. Mas o conto romântico escrito e dirigido por Yoji Yamada, definido com o pano de fundo nos assuntos do Estado japonês do século XIX, tem como objetivo provar o contrário.

Vencedor: The Hidden Blade, porque, francamente, Zellweger está muito chata em Appaloosa.
Placar: Oriente 2 Ocidente 0

3) Humor:

Zatoichi

A adição do sempre bem-humorado Takeshi Kitano para a série de filmes sobre as peripécias de um espadachim cego oferece um ligeiro desvio das convenções do gênero, a produção é dotada de momentos únicos e loucos. Além do espadachim-massagista-cego, ainda temos uma dupla de gueixas vingativas (com direito a uma gueixa-travesti), um amigo não muito esperto e um mercenário de causa e nobre. Uma ode e uma afronta ao samurai e a tudo o que o cerca.

Dívida de Sangue

Cat Ballou, a imbatível Jane Fonda, precisa encontrar e reabilitar um pistoleiro alcoólatra, a fim de vingar o assassinato de seu pai. Isso pode soar como uma história muito tensa, mas os números musicais e o duplo papel cômico de Lee Marvin ajudam a iluminar a atitude do filme, trabalho este que rendeu um Oscar a Marvin.

Vencedor: Zatoichi. É muito difícil bater a cena da dança da aldeia.
Placar: Oriente 3 Ocidente 0

4) Os anti-heróis:

Os imperdoáveis

Clint Eastwood reescreve a mitologia do gênero como um caçador de recompensas anti-heroico que já tirou muitas vidas em sua carreira. Ele cavalga por uma pequena cidade de Wyoming para enfrentar um xerife criminoso em um filme que redefiniu a sua carreira.

Harakiri

Masaki Kobayshi usa a história pesada sobre samurais e vingança, oferecendo uma crítica pungente sobre as regras estritas e rituais da sociedade japonesa.

Vencedor: Os imperdoáveis, uma vez que elevou o gênero a uma nova fase, além é claro da presença de Eastwood.
Placar: Oriente 3 Ocidente 1

5) Os caras maus:

Por uns dólares a mais

Os lobos solitários Clint Eastwood e Lee Van Cleef devem juntar forças se eles quiserem levar uma gangue de ladrões à justiça em um dos maiores westerns spaghetti já feitos.

The Sword of Doom

Tatsuya Nakadai é um mestre samurai que escolheu o caminho do mal e empresta suas habilidades mortais com a espada para vários malfeitores. Como acontece a medida que prosseguem os filmes sobre anti-heróis, a quantidade de cadáveres que ele deixa em seu rastro apenas cresce.

Vencedor: Por uns dólares a mais. Nada pode superar Van Cleef e Eastwood juntos, especialmente quando eles são apoiados pela composição magistral de Ennio Morricone.
Placar: Oriente 3 Ocidente 2

6) Ultra Violência:

Ninja Assassino

Raizo é um dos assassinos mais temidos do mundo, treinado pelo clã Ozunu - um grupo secreto cuja existência em si já é considerada uma lenda - para ser um assassino exímio. No entanto, a execução sumária de seu amigo faz com que Raizo volte-se contra o grupo. Buscando por vingança, o resultado não pode ser outro além de muito sangue fluindo através da escuridão.

Meu ódio será tua vingança

Apelidado de "Bloody Sam", nenhum filme ou mesmo um outro filme dirigido por Sam Peckinpah pode se igualar a quantidade de balas disparadas em sua polêmica obra-prima sobre uma gangue de criminosos em fuga. Sim, eles são como os gêmeos maus dos Sete Magníficos.

Vencedor: Meu ódio será tua vingança. Nem tenho o que discutir.
Placar: Oriente 3 Ocidente 3

7) Fantasia:

Jonah Hex

Como se combater um vilão principal interpretado por John Malkovich já não fosse o suficiente, esta adaptação cinematográfica do personagem dos quadrinhos da DC Comics acrescenta o sobrenatural a obra. Jonah Hex no entanto é compensado pela presença de Megan Fox.

Ninja Scroll

Ninjas já levam uma vida bastante perigosa sem terem que enfrentar monstros. Mas neste aclamado animê, Jubei é o herói que vai enfrentar uma miríade de vilões mortais de todas as formas que você puder imaginar. Um animê surpreendente para época em que foi produzido e, mesmo visto nos dias de hoje, ainda impressiona e conquista o espectador. Responsável por criar muitos fãs de produções japonesas no tempo em que internet rápida era um privilégio para poucos.

Vencedor: Ninja Scroll. Por tudo o que já foi dito.
Placar: Oriente 4 Ocidente 3

8) Heroínas:

Lady Snowblood

Meiko Kaji não contrata ninguém para vingar a morte de sua família. Ela cuida de tudo sozinha.
Adaptado do mangá de Kazoe Koike, o mesmo autor de "Lobo Solitário", Lady Snowblood é um cult de 1973 que influenciou inclusive Quentin Tarantino. Este filme combina uma visão filosófica da violência, simbolizada pela vingança da protagonista, brilhantemente interpretada por Meiko Kaji, contra uma agressão ocorrida antes do seu nascimento, como um fardo perpetuamente cíclico.
A jovem nasce na prisão e leva uma vida toda se preparando para encontrar os estupradores de sua mãe. Ela é a metafórica filha do ódio, desprovida de qualquer emoção que não seja a retribuição em sangue, fruto de várias relações que sua mãe mantinha com colegas da prisão.
Uma guerreira hábil, porém falível, ela não é uma máquina de guerra, mas uma espécie de revolucionária que reflete sua nação, elemento evidenciado pela decisão de termos a narração dos eventos nas mãos de um jornalista, que eventualmente traça subliminares paralelos sociais entre os atos daquela que investiga e as mudanças políticas que tomavam de assalto a sociedade japonesa.

Rápida e Mortal

Sharon Stone chega ao vilarejo de Redenção para participar de um concurso entre pistoleiros. Seu objetivo é enfrentar Herod (Gene Hackman), já que ele destruiu sua vida no passado. Logo ao chegar ela conhece Cort (Russell Crowe), que se recusa a usar uma arma para matar alguém novamente. Sabendo que Cort é um dos melhores pistoleiros da região, Herod tenta fazer com que ele também participe da competição.

Vencedor: Lady Snowblood. Memorável, além de ser a inspiração para a maior parte do primeiro capítulo de Kill Bill.
Placar: Oriente 5 Ocidente 3

9) Estilizado Preto & Branco:

Dead Man

Johnny Depp é o criminoso mais improvável no oeste de Jim Jarmusch.
Dead Man conta a história da viagem física e espiritual de um jovem num território hostil e selvagem. Ele viaja para as mais longínquas fronteiras do oeste americano, perdido, gravemente ferido e, perseguido por pistoleiros, encontra um nativo americano chamado “Ninguém”. Belíssimo road movie do oeste, com características existencialistas e ritmo hipnótico, moldurado por paisagens deslumbrantes e atemporal.

Samurai Fiction

A trama acontece em 1696 e centra-se em Inukai Heishiro (Fukikoshi Mitsuru), samurai filho de um oficial, que sai em busca de uma preciosa espada roubada por Kazamatsuri.
Dando uma nova visão ao gênero samurai, Hiroyuki Nakano enche seu filme com as aventuras de guerreiros ninjas incompetentes.

Vencedor: Dead Man. Pré-Jack Sparrow Depp em sua melhor atuação.
Placar: Oriente 5 Ocidente 4

10) Estrelado por Franco Nero:

Ninja - A máquina assassina

Um dos primeiros filmes de faroeste a colocar um ninja no papel principal. Esta produção de Menahem Golan estrelou o favorito e difícil ator italiano como o todo poderoso ninja branco.
Como descrever? É ruim, é engraçado, é uma bobagem sem limites! É tão trash que chega a ser divertido!

Django

O diretor Sergio Corbucci disse a famosa frase: "Ford teve John Wayne, Leone teve Clint Eastwood, eu tive Franco Nero."
Django é o spaghetti western mais influente de todos os tempos.

Vencedor: Django. Há uma razão que o tornou quase um sinônimo para spaghetti westerns na Europa.
Resultado Final: Oriente 5 Ocidente 5

Parece que temos um empate. Talvez o certo seja lembrar que às vezes é melhor cooperar do que competir, como evidenciado neste encontro de paz entre Charles Bronson e Toshiro Mifune:

                             

Nenhum comentário:

Postar um comentário